Blog em subdomínio ou subdiretório qual é melhor?

BF Digital Search > SEO > Blog em subdomínio ou subdiretório qual é melhor?

Você não pode iniciar um blog sem escolher um local para ele. Supondo que você já tenha um site, você pode publicar seu blog em um subdiretório ou em um subdomínio.

Carregar seu sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) preferido para qualquer um desses locais permitirá que você inicie sua estratégia de marketing de conteúdo a partir do seu site.

Embora os subdiretórios e os subdomínios estejam conectados ao seu site, eles oferecem vantagens diferentes quando usados ​​para blogs.

Qual a diferença entre um subdiretório e um subdomínio?

Subdiretórios e subdomínios são partes diferentes de um site. Um subdiretório é uma pasta que está pelo menos um nível abaixo da pasta raiz de um site.

Um subdomínio, por outro lado, é um domínio de nível inferior conectado ao domínio principal de um site. Todos os sites têm uma pasta raiz, que se encontra na parte superior do sistema de hierarquia de arquivos de um site.

Muitos sites também têm pastas dentro de suas respectivas pastas raiz. Cada uma dessas pastas é considerada um subdiretório separado.

Os subdiretórios usam o seguinte formato: seudominio.com.br/subdiretorio ou seudominio.com.br/subdiretorio-um/subdiretorio-dois. Além de uma pasta raiz, todos os sites têm um domínio primário que consiste em um nome e um domínio de nível superior (TLD).

Os subdomínios são simplesmente novos domínios de nível inferior que são adicionados ao domínio principal de um site. Você não precisa registrá-los, nem pagar extra por eles.

Você pode adicionar um subdomínio ao seu site através do painel de controle oferecido pelo seu provedor de hospedagem na web. Os subdomínios usam o seguinte formato:
subdominio.seudominio.com.br.

Quais os benefícios de criar um blog em um subdiretório?

Seu blog provavelmente será rastreado e indexado pelos mecanismos de pesquisa mais rapidamente se você usar um subdiretório.

Quando o Google e o Bing visitam seu site, eles percorrem as pastas do site para descobrir seu blog e suas postagens. Como resultado, seu blog será rastreado e indexado rapidamente.

Os mecanismos de pesquisa podem levar mais tempo para descobrir seu blog se você o colocar em um subdomínio. Ao contrário dos subdiretórios, eles tratam os subdomínios como entidades totalmente separadas. Mesmo que eles rastreiem seu site, eles podem não encontrar seu blog, a menos que você crie um link para ele.

Para rastreamento e indexação mais rápidos, não há substituição para blogs em um subdiretório. Quando colocado em um subdiretório, seu blog compartilhará a maioria de seus sinais de classificação com seu site.

Os backlinks do seu site, por exemplo, irão beneficiar o seu blog. Os mecanismos de pesquisa verão seu blog como uma parte intrínseca do seu site. Portanto, backlinks apontando para o seu site podem aumentar os rankings do seu blog e vice-versa.

Mais visitantes podem retornar ao seu blog se você o colocar em um subdiretório. Ele apresentará um formato de URL uniforme com o qual a maioria dos visitantes está familiarizada. Colocar seu blog em uma pasta chamada “blog” o tornará acessível em seudominio.com.br/blog.

Os visitantes provavelmente reconhecerão e lembrarão desse URL, aumentando assim a chance de eles retornarem ao seu blog. Os subdomínios apresentam um formato mais confuso porque contêm dois pontos, como blog.seudominio.com.br. Além disso, os subdomínios podem ter seus próprios subdiretórios.

Uma postagem pode ser publicada em blog.arquivos/post-title.seudominio.com.br, o que pode confundir os visitantes. É muito provável que seus visitantes não lembraram dos URLs de suas postagens e, nesse caso, eles não voltarão.

Quais os benefícios de criar um blog em um subdomínio?

Embora muitos blogueiros prefiram subdiretórios, ainda há motivos para usar um subdomínio. É mais fácil, por exemplo, instalar um CMS em um subdomínio do que instalar um CMS em um subdiretório. Em apenas alguns minutos, você pode colocar seu blog em execução em um subdomínio.

Os subdiretórios também suportam CMSs baseados em blogs, mas podem criar conflitos com outros arquivos e recursos. Você não pode simplesmente carregar o WordPress em um subdiretório para instalar o CMS em seu site.

O WordPress usa links permanentes que alteram os URLs de todas as páginas do seu site. Para evitar que essa função nativa quebre seu site, você deve configurar o arquivo .htaccess do seu site, o que pode ser complicado se você não estiver familiarizado com esse arquivo de configuração.

Você terá muito mais facilidade para instalar o WordPress em um subdomínio. Adicionar um subdomínio ao seu site resultará na criação de uma nova pasta raiz.

Você pode então carregar o WordPress ou qualquer outro CMS baseado em blogs para esta nova pasta sem mexer no arquivo .htaccess. Os arquivos colocados na pasta raiz do seu subdomínio não afetarão aqueles colocados na pasta raiz do seu site.

Pode levar mais tempo, mas seu blog ainda pode ganhar classificações altas se for colocado em um subdomínio. Existem centenas de blogs de alto nível em subdomínios.

Até mesmo o blog da HubSpot é colocado em um subdomínio, que você pode acessar em blog.hubspot.com; os subdomínios simplesmente não compartilham seus sinais de classificação com os sites sobrepostos.

Seu blog ainda pode ter uma classificação alta em um subdomínio se você o promover e criar backlinks para ele.

E quanto a um domínio autônomo?

Uma terceira opção é usar um domínio autônomo. Ao contrário dos subdiretórios e subdomínios, os domínios autônomos não estão conectados a um site existente. Em vez disso, eles são domínios novos e separados.

Você pode registrar um novo domínio para usar exclusivamente em seu blog. Criar um blog em um domínio autônomo é semelhante a criar o blog em um subdomínio. Em ambos os cenários, os mecanismos de pesquisa tratarão seu blog como uma entidade separada do seu site.

Você terá essencialmente uma lousa em branco com a qual trabalhar. Quando comparados aos subdomínios, porém, os domínios autônomos geralmente apresentam um formato de URL mais limpo. Eles consistem em um nome e um TLD.

Este formato limpo e simples torna-os mais fáceis de lembrar. Mais visitantes se lembrarão do URL do seu blog se você o colocar em um domínio autônomo.

A desvantagem de usar um domínio autônomo é que você terá que gastar dinheiro para registrá-lo e renová-lo, e também terá que realizar a otimização de mecanismos de pesquisa (SEO) de forma mais agressiva para que seu blog seja notado pelo Google e pelo Bing.

Você pode adicionar um blog ao seu site colocando-o em um subdiretório ou em um subdomínio. Os subdiretórios são pastas de subnível, enquanto os subdomínios são domínios de subnível. Apenas os primeiros, porém, compartilham seus sinais de classificação com os sites sobrepostos.

Iniciar um blog em um subdomínio é mais fácil, mas usar um subdiretório ajudará seu blog a ter uma classificação mais alta e mais rápida.

Mas então, qual opção é melhor para criar um blog?

A resposta para este pergunta é depende. Desculpe!

Supondo que você já tenha um site com uma nota de autoridade alta e quer se beneficiar dessa autoridade, a melhor opção é criar o blog da sua empresa em um subdiretório, pois como dito anteriormente, você terá classificações no Google e posicionamento de forma mais rápida.

Agora, se você estiver criando o site da sua empresa agora, e também precisa de um blog, as duas opções, tanto um subdiretório quanto um subdomínio, irão funcionar para você, pois a construção de autoridade neste caso será necessária, tanto para o blog quanto para o site.

A opção de um domínio autônomo pode ser útil se você pretende criar um blog mas não quer atrelar diretamente ao seu site, pois você irá compartilhar conteúdo que não conversa diretamente com o seu negócio.

Deixe seu comentário

5 × 4 =